fbpx

Seis mesatenistas brasileiros garantem vaga em Paris 2024

Mesatenistas-brasileiros-garantem-vaga-em-Paris-2024-fotos-Cris-Mattos-CPB

Thiago Gomes, Danielle Rauen, Marliane Santos, Cláudio Massad, Paulo Salmin e Luiz Manara foram campeões no Parapan de Santiago e carimbaram o passaporte para a capital francesa

Os Jogos Parapan-Americanos de Santiago 2023 já estão rolando. Em apenas dois dias de competição, a delegação brasileira garantiu 76 medalhas (33 de ouro, 21 de prata e 22 de bronze) e a liderança do quadro de medalhas desde o início das disputas.

Um dos destaques do primeiro dia de Parapan, foram os seis ouros conquistados no tênis de mesa, onde os campeões garantiram vaga nos Jogos Paralímpicos de Paris 2024.

Siga o Ação Paratleta no Instagram

Os mesatenistas Thiago Gomes, Danielle Rauen, Marliane Santos, Cláudio Massad, Paulo Salmin e Luiz Manara subiram no lugar mais alto do pódio e já carimbaram o passaporte para a capital francesa.

O primeiro mesatenista brasileiro a conquistar o título parapan-americano e a vaga para os Jogos Paralímpicos foi Thiago Gomes (classe 11). Ele venceu o venezuelano Denisos Martinez por 3 sets a 0, com parciais de 11/9, 11/1 e 11/7.

“Quero agradecer a toda a minha família que me apoia demais. Minha filha acabou de nascer. Não tem nem um mês de vida. Então, vocês podem imaginar como foi difícil estar aqui e ficar pensando nela no Brasil, na minha esposa e na minha irmã”, destacou o atleta de Santos (SP), que tem deficiência intelectual.


Danielle Rauen (classe 9-10) também subiu no lugar mais alto do pódio. Ela derrotou a também brasileira Jennyfer Parinos, que ficou com a medalha de prata, por 3 sets a 0 (12/10, 11/4 e 11/3). A atleta tem artrite reumatoide juvenil, condição que causa atrofia nos músculos e degenera articulações.

Outra medalhista de ouro, a mineira Marliane Santos, da classe 3, derrotou a também brasileira Joyce de Oliveira, por 3 sets a 1 (11/9, 7/11, 12/10 e 12/10). “Eu sabia que enfrentaria adversárias muito difíceis. Por isso, estou bastante feliz. Mas consegui vencer e garantir vaga em Paris. Essa medalha vai para a minha família e para todo o Brasil”, relatou a mesatenista, que tem tetraplegia.

O paulista Cláudio Massad, da classe 10, foi mais um brasileiro a ser campeão parapan-americano no sábado (18/11). Ele venceu o chileno Manuel Echaveguren por 3 sets a 0 (11/9, 11/7 e 12/10) na decisão. Paulo Salmin também ficou com o ouro ao derrotar o também brasileiro, Israel Pereira Stroh, por 3 sets a 1 (11/6, 7/11, 11/8 e 11/9).

Por fim, Luiz Manara faturou o título ao derrotar Steven Roman, de Costa Rica, por 3 sets a 0 (11/8, 12/10 e 11/7). Ele já havia vencido a classe 8 do tênis de mesa nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 e Lima 2019.

Leia também: Campeã Mundial Carol Moura se prepara para a estreia nos Jogos Parapan-Americanos 2023

Leia também